Dinheirofobia: o que é e como superar 

Em um contexto de pandemia, em que o mundo vive um momento de incontestável recessão, a dinheirofobia tem se tornado cada vez mais frequente, deixando respirações ofegantes, causando insônia e até mesmo ataques de pânico.

O termo não é novidade, mas está se tornando cada vez mais comentado. E a empresa pode ajudar colaboradores a lidar da melhor forma com esse sentimento, para que a produtividade se mantenha em dia e as pessoas não se sintam aflitas!

Para entender mais sobre o tema, continue a leitura do artigo. Separamos das causas aos sintomas, assim como a melhor forma de lidar com a dinheirofobia. Boa leitura!

Clique na imagem e baixe o kit de planilhas do MIXTRA!

O que é dinheirofobia? 

Dinheirofobia (ou fobia financeira) é o nome dado ao medo ou aversão a conversas sobre dinheiro. Ela se manifesta através da falta de confiança do indivíduo, junto à frustração com relação a finanças e, muitas vezes, à procrastinação em pagar contas. 

Causas da dinheirofobia 

Este tipo de comportamento não deve ser analisado apenas individualmente, pois ele sofre influência direta de fatores sociais e econômicos. O estresse financeiro, sobretudo no Brasil, tem raízes em crenças limitantes, como o ditado "dinheiro não traz felicidade" ou, ainda, a percepção de que só é possível viver bem ganhando na loteria. Nesse contexto, a dinheirofobia surge como reflexo de um comportamento coletivo. 

Homem preocupado com as finanças, expressando sua dinheirofobia.
A alta inflação, o desemprego e a instabilidade econômica, de forma geral, também são responsáveis pela manifestação da dinheirofobia.

Sintomas da dinheirofobia 

Se você apresenta receio ou vergonha de pedir descontos; aversão à ideia de registrar e acompanhar gastos; dificuldade de estabelecer e seguir um planejamento financeiro; chegando até mesmo a sentir um mal estar físico na hora de pagar contas, fazer cálculos ou negociar empréstimos, muito provavelmente você sofre de dinheirofobia. Mas não se preocupe! Basta continuar a leitura para descobrir como vencê-la. 

Como superar a dinheirofobia? 

Quando grave, a fobia financeira pode não só prejudicar sua gestão financeira ou poder de compra, mas também sua qualidade de vida, comprometendo inclusive a saúde física e mental. Por isso, esse transtorno não deve ser negligenciado. Leia, a seguir, dicas práticas que vão lhe ajudar a contornar este mal: 

Pesquise e fale sobre finanças 

Comece a pesquisar e a inserir temas financeiros em conversas informais (com pessoas de sua confiança, claro). Falar sobre finanças e custo de vida no cotidiano vai fazer com o que medo diminua gradualmente, à medida em que você percebe, de forma racional, que o dinheiro existe para promover acessos (à saúde, à segurança, à educação, ao lazer e assim por diante), de modo que abordar esse assunto não deve ser motivo para vergonha. 

Estipule objetivos 

Exercer o bom uso do dinheiro exige planejamento, conhecimento e equilíbrio. Por isso, vale a pena ir além de simplesmente manter as contas em dia e ter uma reserva de emergência: estabelecer metas e objetivos financeiros (e se organizar para alcançá-los) é o que pode fazer toda a diferença. Com base no que você tem hoje, estabeleça planos de ação de acordo com seus sonhos. Viajar, começar um negócio, comprar uma casa ou um carro... São muitas as possibilidades e, para a realização de cada uma delas, é necessário ter disciplina. 

Homem calculando suas finanças com transparência e assertividade, superando a dinheirofobia.
Buscar a transparência na administração das finanças é o primeiro passo para vencer a dinheirofobia.

Encare o medo do julgamento 

Em muitas situações, o maior dos problemas de quem tem dinheirofobia está na preocupação com o julgamento alheio. Nesse sentido, é interessante pensar que, quando se trata de finanças, cada pessoa tem seus próprios interesses e inquietações; isto é, cada uma lida com seus problemas e, exatamente por isso, o que você decide fazer com suas despesas pessoais não diz respeito a mais ninguém. Portanto, não tenha receio de tomar decisões que preservem sua saúde financeira – pois ao final do dia, quem paga suas contas é você. 

Conheça o MIXTRA 

Nós, que fazemos parte do MIXTRA, acreditamos que é possível transformar realidades através da educação financeira. Além de disponibilizarmos gratuitamente conteúdos de valor sobre esse tema, aplicamos ações estratégicas na prática. Nosso software de gestão pessoal foi criado justamente para impactar positivamente o RH e o DP das empresas, permitindo a gestão de benefícios, o desconto automático em folhas de pagamento e, mais que isso, o acesso ao crédito consignado por parte dos colaboradores. Clique na imagem abaixo para entrar em contato, agendar uma demonstração e saber mais sobre nossa solução!

Ajude sua equipe a superar a dinheirofobia e aprimore sua gestão com MIXTRA!

Clara Dantas

Apaixonada por Comunicação e suas inúmeras possibilidades. Trabalha com redação criativa, copywriting, storytelling e técnicas de SEO. Enxerga a escrita como uma forma de aprender e de transmitir conhecimento a outras pessoas.

O MIXTRA é parte do Grupo DB1

Há mais de 20 anos trabalhando com expertise em tecnologia, o Grupo DB1 desenvolve soluções para os segmentos de e-commerce, de fintechs e de transformação digital.

Especialistas em automação e em inovação alinhadas à valorização de pessoas, o Grupo DB1 está há 12 anos sendo reconhecido pelo Great Place to Work dentro de diversas categorias.

Há dois anos consecutivos, o grupo é reconhecido como uma das empresas que mais crescem na América Latina pela Financial Times e conta, hoje, com mais de 800 colaboradores.
Maringá: +55 (44) 3033-6300

Avenida Carneiro Leão 563 Centro Empresarial Le Monde 2° andar sala 9, Maringá - PR CEP 87014-010