Como diminuir turnover e reter talentos na empresa?

Uma das grandes preocupações do setor de Recursos Humanos e do Departamento Pessoal é "como diminuir turnover?", tendo em vista que este é um indicador que, quando elevado, enfraquece a cultura organizacional; gera custos com recrutamento, treinamento e rescisões; e cria desmotivação, comprometendo o desempenho da empresa, de forma geral.

Em um mercado cada vez mais competitivo, o turnover se torna mais um desafio, de forma que envolve uma série de estratégias e de atividades que devem caminhar de forma conjunta. Quando bem executadas, culminam em uma empresa forte, com valor agregado e equipes de alta performance.

Continue lendo para descobrir como diminuir o turnover na empresa, além de conferir suas causas e dicas práticas para aplicar no dia a dia. Boa leitura! 

Clique para acessar o site do MIXTRA e automatizar descontos.

O que significa turnover de colaboradores? 

O termo “turnover”, no contexto de Gestão de Pessoas, diz respeito ao índice de rotatividade de uma empresa, ou seja, um valor determinado com base nas taxas de entrada e saída de profissionais no corpo da equipe. 

Muitos fatores acabam por influenciar esse fluxo, que é natural no mercado de trabalho. De um lado, temos as admissões; do outro, desligamentos. Neste texto, vamos nos ater aos motivos que geram demissões, a fim de evitá-los. 

Como diminuir o turnover? 

Para saber como diminuir o turnover de uma empresa, é preciso ter conhecimento de táticas para melhorar o clima do ambiente de trabalho e, consequentemente, preservar a qualidade de vida de toda a equipe. Confira, a seguir, alguns exemplos de ações práticas que irão lhe ajudar a se antecipar e reduzir as chances de desligamentos. 

Avalie alinhamento à cultura desde a primeira entrevista 

Da mesma forma que a sua marca empregadora deve refletir a cultura organizacional, é importante buscar, nos candidatos participantes do processo de recrutamento, valores semelhantes. Em outras palavras, uma pessoa deve já apresentar correspondência aos pilares que sustentam o comportamento daqueles que fazem parte da organização, para só então, ingressar nela.

Profissional de RH entrevistando candidata em um processo de seleção.
Fazer perguntas comportamentais, a fim de identificar valores na personalidade do(a) candidato(a), é uma forma de garantir maior alinhamento à cultura da empresa.

Estruture um bom processo de onboarding de colaboradores 

O onboarding é um processo de integração de novos membros em uma empresa. Através dele, aqueles que foram recentemente contratados passam por uma espécie de "familiarização" com a história, a missão, os valores e a cultura da organização. Tudo isso para assegurar que estes funcionários possam adquirir o conhecimento, as habilidades e os comportamentos necessários para evoluir como profissionais, ao mesmo tempo em que se sentem pertencentes ao time. 

Tenha salários e benefícios atrativos 

É preciso ir além da remuneração, disponibilizando um salário emocional atrativo – ou seja, não só os benefícios obrigatórios, mas também benefícios pessoais, que tragam vantagens e despertem o interesse individual de cada colaborador. 

Oferecer benefícios flexíveis, por exemplo, é uma forma não só de atrair e reter talentos, mas também de gerar maior motivação e engajamento nas equipes; da mesma forma, o salary on demand atua como um incentivo que garante mais liberdade e autonomia aos funcionários, colaborando também para sua permanência na empresa.

Construa planos de carreira 

A criação de planos de carreira demonstra interesse, por parte da empresa, na retenção de talentos, com foco em seu aprimoramento e evolução. Estruturar metas, com atenção especial para a determinação de competências exigidas para cada posição hierárquica e o alinhamento de expectativas, é o primeiro passo para aumentar as chances de sucesso do(a) colaborador(a). 

Não ignore a qualidade de vida dos colaboradores 

Equipe feliz comemorando conquistas.
Equilibrar a vida pessoal e a profissional é fundamental para que os colaboradores motivados e contentes na empresa.

A relação que as pessoas mantêm com o trabalho deve ser observada e, sempre que possível, aprimorada – não só por questões legislativas que protegem o trabalhador, mas principalmente para assegurar seu bem-estar físico, emocional, psicológico e financeiro. Quando o nível de satisfação está alto, todos saem ganhando, inclusive em termos de produtividade. 

Dê feedbacks com frequência 

Incorporar uma cultura de feedback pode fazer toda a diferença no dia a dia de uma organização, considerando que essa prática (que pode ser resumida em dar ou receber orientação e retornos constantes sobre as ações executadas) beneficia a todos os envolvidos. A comunicação melhora, os funcionários evoluem, a cooperação cresce e, por consequência, os resultados também. 

Trabalhe o endomarketing 

O endomarketing, por definição, engloba tudo aquilo que gira em torno de ações internas que visam melhorar a imagem da empresa diante dos próprios colaboradores. Investir nessa estratégia significa prezar por um ambiente saudável e agradável, em que todos conhecem a empresa, têm orgulho de fazer parte dela e entregam bons resultados. 

Capacite as lideranças 

Ofertar cursos, treinamentos e workshops às lideranças é uma forma não só de desenvolver melhores talentos, mas de otimizar performances, levando o time a atingir seu potencial máximo, superando desafios e obtendo o melhor dos liderados. Essa cultura de crescimento deve ser orientada a resultados, com responsabilidades compartilhadas (para não centralizar a gestão em uma única pessoa) e a busca pelo equilíbrio entre estratégia e ação.

Colegas de trabalho em momento de treinamento para qualificação.
Para capacitar um(a) líder, é necessário conhecer seus pontos fortes e fracos, para então direcioná-lo com base nessas particularidades.

Realize pesquisas nos desligamentos 

Converse com aqueles colaboradores que pediram demissão, a fim de entender seus reais motivos. Esse tipo de entrevista tem como objetivo coletar feedbacks sinceros para uma melhor compreensão acerca do ambiente de trabalho e de como melhorá-lo. Vale ressaltar que, por não possuir mais nenhum vínculo contratual, o ex-funcionário talvez se sinta mais à vontade para fazer apontamentos. Essa opinião é valiosa, pois pode proporcionar insights não só ao RH, mas também ao departamento de onde o profissional foi desligado. 

Crie um bom clima organizacional 

Uma das maiores contribuições relacionadas à melhora do clima organizacional, além do contentamento da equipe, é a consolidação da marca no mercado. Isso se dá devido o impulsionamento de resultados e a motivação dos colaboradores – que acaba impactando diretamente a satisfação dos clientes. Em resumo: o clima revela como as pessoas percebem a empresa e a forma como elas são engajadas. 

Principais causas do turnover 

Não é possível diminuir turnover de colaboradores da noite para o dia. Do mesmo modo, os indícios que dão pistas ou até mesmo justificam o aumento das taxas de rotatividade podem ser percebidos com certa antecedência. Cabe a você, RH, ficar atento(a) a eles. 

Colaboradora insatisfeita com sua atual função.
A insatisfação com o trabalho se manifesta de diversas maneiras, como: atrasos, faltas sem justificativa ou queda de produtividade.

Clima organizacional ruim 

Uma equipe desmotivada é sinônimo de insatisfação. Descobrir a causa dessa desmotivação, buscando entender sem julgamentos, é a etapa inicial para a resolução do problema. Uma liderança mais assertiva, com um plano de ação pontual, também pode fazer a diferença. Caso contrário, a falta de engajamento pode se tornar uma característica coletiva e, em algum momento, vai afetar toda a empresa. 

Falta de capacitação 

Além do turnover, a falta de preparo e de treinamentos nas empresas pode gerar produtividade baixa, retrabalho e, mais uma vez, insatisfação, criando um ciclo negativo e queda considerável na qualidade de vida dos colaboradores. 

Remuneração e benefícios deixando a desejar 

Empregos que oferecem salários baixos e poucos benefícios deixam a desejar não só em questões financeiras, como também com relação a segurança, estabilidade e valorização profissional. Mais que isso, a falta de investimentos voltados para o aumento dos rendimentos denuncia a falta de interesse da empresa em promover o progresso e a evolução na jornada dos colaboradores – que acabam, muitas vezes, decidindo conquistar seus objetivos em outro lugar. 

Líderes sem treinamento 

Dentre todas as consequências negativas que um gestor não qualificado pode trazer à sua equipe, a falta de atenção para com todos os sinais mencionados anteriormente é um dos mais preocupantes. Muitos colaboradores se sentem estressados quando não têm abertura com o seu supervisor ou coordenador direto, ou quando notam que ele não é suficientemente capacitado para exercer o papel de líder. Isso gera frustração, quebra o clima harmônico, prejudica a comunicação e o bom andamento das tarefas. 

Agora que você já sabe tudo sobre turnover, vale a pena buscar um sistema que otimize sua rotina, permitindo a gestão automatizada de consignados e benefícios para que você possa ganhar tempo e dar atenção a quem mais importa: as pessoas. Conheça o MIXTRA e prepare-se para impulsionar a produtividade dos seus colaboradores!

Clique e faça o download do kit de planilhas do MIXTRA!

Clara Dantas

Apaixonada por Comunicação e suas inúmeras possibilidades. Trabalha com redação criativa, copywriting, storytelling e técnicas de SEO. Enxerga a escrita como uma forma de aprender e de transmitir conhecimento a outras pessoas.

O MIXTRA é parte do Grupo DB1

Há mais de 20 anos trabalhando com expertise em tecnologia, o Grupo DB1 desenvolve soluções para os segmentos de e-commerce, de fintechs e de transformação digital.

Especialistas em automação e em inovação alinhadas à valorização de pessoas, o Grupo DB1 está há 12 anos sendo reconhecido pelo Great Place to Work dentro de diversas categorias.

Há dois anos consecutivos, o grupo é reconhecido como uma das empresas que mais crescem na América Latina pela Financial Times e conta, hoje, com mais de 800 colaboradores.
Maringá: +55 (44) 3033-6300

Avenida Carneiro Leão 563 Centro Empresarial Le Monde 2° andar sala 9, Maringá - PR CEP 87014-010