Empréstimo consignado privado: como contratar?

Colaboradores vendo os benefícios do empréstimo consignado privado contratado pela empresa

O empréstimo consignado privado é uma ferramenta valiosa para colaboradores de empresas que buscam soluções de créditos acessíveis e de baixo risco para suas necessidades. Isso porque o valor desse empréstimo é descontado diretamente na folha de pagamento.

Compreender como esse processo funciona dentro de um contexto empresarial é algo importante tanto para os empregadores quanto para os seus funcionários, afinal, assim como qualquer outro tipo de crédito, ele precisa ser viável e gerar estabilidade financeira para as duas partes. 

Por isso, neste blog, explicaremos como as empresas podem oferecer e facilitar o acesso de seus colaboradores ao crédito consignado privado. 

Além disso, discutiremos o papel fundamental do departamento de Recursos Humanos (RH) nesse processo e como uma abordagem consciente pode beneficiar a todos os envolvidos. 

Acompanhe a seguir.

O que é empréstimo consignado privado?

Como o próprio nome sugere, o empréstimo consignado privado é uma modalidade de crédito pessoal. A característica marcante desse tipo de empréstimo é justamente o termo “consignado”, que indica qual o método de pagamento utilizado para quitar a dívida. 

No consignado privado, o reembolso do dinheiro cedido ocorre mensalmente por meio de descontos diretos na sua folha de pagamento, ou seja, ele é subtraído do seu salário.

Mas é importante esclarecer que o empréstimo consignado se divide em três categorias distintas. Uma delas é o consignado INSS, destinado a aposentados e pensionistas do sistema previdenciário. 

Outra é o consignado público, aplicável a servidores públicos em níveis federal, estadual e municipal. E então, temos o terceiro tipo (o objeto central deste artigo): o consignado privado, liberado especialmente para indivíduos que mantêm vínculo empregatício sob o regime CLT.

Nesse sentido, é importante ter em mente que, ao optar por esse tipo de empréstimo, uma porção de sua renda será retida pelo empregador a cada mês, sendo destinada a amortizar a dívida. 

Os descontos serão mantidos até que o contrato seja integralmente quitado. Por exemplo, se um empréstimo consignado privado no valor de R$ 6 mil for contratado em maio de 2024, com parcelas mensais de R$ 500, esse montante será debitado de sua remuneração pelos próximos 12 meses. 

Mas é justamente esse método de pagamento que confere ao empréstimo consignado privado vantagens exclusivas, como: taxas de juros reduzidas, processo de contratação facilitado e acessibilidade mesmo para indivíduos com restrições de crédito (ou negativados). 

Esses benefícios, por sua vez, decorrem da segurança contida nessa operação, isto é, o menor risco de inadimplência, possibilitando que as instituições financeiras ofereçam taxas de juros mais baixas e liberem os recursos mesmo para clientes com histórico de crédito desfavorável. 

Como funciona o empréstimo consignado privado?

Como dito anteriormente, o empréstimo consignado privado é uma opção financeira com vantagens significativas tanto para os empregadores quanto para os funcionários. 

Entenda como funciona esse sistema e quais são os passos envolvidos:

Solicitação e aprovação

O processo começa quando um funcionário interessado em obter crédito faz uma solicitação à instituição financeira parceira da empresa. Geralmente, o banco ou a financeira fornecerá uma lista de documentos necessários para aprovação, bem como instruções sobre como proceder.

Análise de crédito

Assim que a solicitação é recebida, a instituição financeira realiza uma análise de crédito para avaliar a capacidade de pagamento do solicitante e a segurança da operação. Isso geralmente envolve a verificação de informações financeiras, histórico de crédito e estabilidade no emprego.

Aprovação e condições do empréstimo

Com base na análise de crédito, o empréstimo é aprovado ou rejeitado. 

Se aprovado, são estabelecidas as condições do empréstimo (que podem ser aceitas ou não pelo interessado), incluindo o valor total do empréstimo, a taxa de juros e o prazo de pagamento.

Assinatura do contrato

Uma vez aceitas as condições do empréstimo, o funcionário assina o contrato diretamente com a instituição financeira. Esse contrato detalha todas as obrigações e direitos do mutuário e do credor, abrangendo os termos de pagamento e eventuais penalidades por atraso.

Desconto em folha

Com o contrato assinado, o valor das parcelas mensais do empréstimo é descontado diretamente do salário do funcionário pela empresa empregadora, antes que o pagamento líquido seja depositado na conta do funcionário.

Amortização da dívida

Os descontos continuam sendo feitos até que a dívida seja integralmente quitada. Cada pagamento reduz o saldo devedor, contribuindo, assim, para a amortização gradual do empréstimo.

Ou seja, é fundamental que os funcionários compreendam completamente os termos do contrato e estejam cientes das diferentes implicações financeiras antes de solicitar o empréstimo. 

Além disso, as empresas devem garantir que estão trabalhando com instituições financeiras confiáveis e transparentes para proteger os interesses e os dados de seus colaboradores.

Margem consignável

Com a permissão para o débito em folha das parcelas do empréstimo consignado, surge outra preocupação natural: como evitar que a renda seja comprometida de forma excessiva?

Para lidar com essa questão, foi estabelecida, em lei, uma “trava de segurança”, conhecida como margem consignável, destinada a limitar os gastos e prevenir o superendividamento.

Nesse sentido, a margem consignável representa o percentual máximo de renda que pode ser comprometido para descontos em folha de pagamentos com empréstimos consignados. 

É importante destacar que a margem é calculada sobre a renda líquida, ou seja, após a dedução de outros descontos, como imposto de renda e contribuição previdenciária. Atualmente, a margem consignável para trabalhadores do setor privado é de 40%.

Imagine que você receba um salário líquido de R$ 5 mil. Nesse caso, o máximo que poderá ser descontado mensalmente da sua renda para esse tipo de pagamento seria R$ 1.750.

Como contratar o empréstimo consignado privado?

Escolhendo a proposta mais adequada, basta apresentar os documentos exigidos pela instituição e seguir com o processo de contratação até a assinatura do contrato e o depósito do dinheiro.

No entanto, o primeiro passo para considerar a contratação desse tipo de consignado é verificar, com RH, se a sua empresa possui convênio com algum parceiro que oferece esse tipo de crédito.

O Mixtra, por exemplo, faz esse meio de campo entre a empresa e a instituição financeira, sendo uma plataforma de gestão de crédito consignado e benefícios que automatiza os descontos em folha de pagamento com máxima segurança e eficiência, sem comprometer a praticidade.

Com foco no ambiente corporativo, utilizamos tecnologia de ponta para proporcionar a melhor estrutura e serviços para às áreas de Recursos Humanos e Departamento Pessoal.

Além disso, sempre incentivamos a educação financeira e o uso consciente do crédito por meio de programas, cursos, conteúdos e webinars direcionados aos colaboradores de nossos parceiros.

E como fica em caso de demissão?

No caso de demissão, a dívida do empréstimo consignado não é automaticamente extinta. Mas a forma de pagamento do valor restante dependerá do que estiver previsto no contrato do empréstimo

Geralmente, as opções incluem o desconto do débito nas verbas rescisórias ou a quitação via boleto bancário/débito em conta.

Qual é o papel da empresa nesse cenário?

A empresa, aqui representada pelo RH, desempenha um papel fundamental no processo de facilitação do acesso dos colaboradores ao empréstimo consignado privado. Incluindo:

Estabelecer parcerias 

O RH geralmente inicia o processo estabelecendo parcerias com instituições financeiras ou plataformas que oferecem empréstimos consignados privados. Essas parcerias são essenciais para garantir que os funcionários tenham acesso a opções de crédito confiáveis e vantajosas.

Comunicar opções disponíveis 

Também é responsabilidade do RH informar os funcionários sobre as opções de empréstimo consignado privado disponíveis, incluindo os benefícios, termos e condições associados a cada uma delas. Isso pode ser feito por meio de reuniões, comunicados internos ou material informativo.

Facilitar a solicitação

Os serviços de RH podem fornecer suporte aos funcionários durante o processo de solicitação do empréstimo consignado privado, ajudando a esclarecer dúvidas, orientar sobre os passos a seguir e fornecer assistência na comunicação com a instituição financeira, se necessário.

Avaliar os impactos sobre a folha de pagamento

Por fim, também é dever do setor de RH, junto ao parceiro, avaliar os impactos do empréstimo consignado privado sobre a folha de pagamento, garantindo que os descontos sejam devidamente calculados e aplicados de acordo com as políticas internas e as legislações vigentes.

Principais vantagens do empréstimo consignado privado

Para as empresas

  • Redução do fluxo de caixa; 
  • Aumento da produtividade;
  • Fidelização dos funcionários; 
  • Imagem corporativa positiva; 
  • Benefícios para o funcionário.

Para os colaboradores

  • Taxas de juros mais baixos; 
  • Acesso facilitado ao crédito; 
  • Menor risco de inadimplência; 
  • Flexibilidade de pagamento; 
  • Gestão financeira consciente.

Para mais informações sobre outros tipos de empréstimo, visite o blog do Mixtra.